História

imageA Paróquia Cristo Rei, enquanto estrutura que existe hoje, nasce inserida numa realidade muito diferente da qual nós nos encontramos atualmente. A princípio, o Tatuapé contava com inúmeras chácaras e a Estrada Velha da Penha, atual Rua do Tatuapé. Este trajeto era uma simples ligação para quem viesse do centro da cidade para a Penha, através da Avenida Celso Garcia. O mesmo situava-se entre os Ribeirões Aricanduva e Tatuapé tendo, ao sul o Bom Parto e, ao norte, o saudoso Rio Tietê que corria sinuosa e preguiçosamente banhando a chácara do Piquerí.

Nas proximidades, os barqueiros trabalhavam retirando areia do rio ou transportando a produção das diversas olarias, que operavam na região. Graças à colaboração de todos e de muitas famílias generosas, por volta de 1929 surgiu a primeira capela, até então dedicada ao Menino Jesus, pequena e modesta. Antes da chegada dos Missionários do Verbo Divino, esta capela então dedicada ao Menino Jesus, recebeu vários outros nomes e santos como padroeiros, mas em 1930 foi oficialmente declarada, pelos padres verbitas, Cristo Rei como sendo o seu Padroeiro.

Com a chegada da industrialização à região, com a excelente assistência prestada pelos sacerdotes e sempre contando com a generosidade popular, a modesta capela de Cristo Rei erigia-se, suntuosamente.

O marco deste desenvolvimento se deu com o lançamento da pedra fundamental em 28 de Outubro de 1934, eis que estava consumado o gesto inicial da obra, que porventura, se tornaria no que hoje temos e conhecemos como a Paróquia Cristo Rei.